segunda-feira, 14 de maio de 2007

Mandriva em uma palavra: Decepção

Olá pessoal, como estão?
Bem, eu estou numa gripe danada, a queda de temperatura acabou comigo.
No último post citei que minha próxima distro seria o Mandriva. Pois sim, eu baixei o cd do Mandriva 2007 Spring em LiveCD (Versão com GNOME). E tive uma certa decepção.

Para começo de conversa ele não reconheceu todos os recursos da minha ultrapassada gpu onboard, só atingindo resoluções de 800x600. Isto sendo que ele dá a opção de 1024x768 durante a tela de boas-vindas. Falando em boas-vindas. A tela inicial é confusa, se você troca de idioma as opções mudam, e não estou falando de uma simples tradução. Algumas opções simplesmente não existem em outros idiomas. Eu acho que se eles não podem traduzir tudo, traduz o que dá, e mantém as opções em inglês mesmo, senão você tem a impressão de ao selecionar o idioma x estar sendo impedido de usar tudo permitido.

O laranjão da tela de boas-vindas também não é dos mais atraentes, e após o sistema iniciar, fica mais estranho ainda. Sem falar que o tempo de boot do danado não é brinquedo não... Parece que ele tá detectando tudo, mas acho que é por que é lerdo mesmo.

Nas reviews linux, do Mandriva o trazem como uma distro fácil de usar, bonita, organizada, etc... Bem, essa spring não achei o maior primor em beleza (questão de gosto...), organizada ela é sim, aparenta ser fácil.. só até um ponto.. você começar a mexer, aí é que as coisas apertam. Nem todas as opções funcionam, algumas estão disponíveis mas não têm função, etc... De novo volto a citar, se essas opções não têm função em livecd, para que elas estão lá???

Por exemplo, o Mandriva reconheceu meu modem e minha placa de radio: um smartlink micromodem e uma realtek 8180, e dá a impressão de que possui os drivers. Só que se você tenta usá-lo, ele avisa não que não é possível iniciar o dispositivo usando tal driver, que possui o nome e as versões dos dispositivos de hardware que eu tenho. De novo não entendo, se o driver é correto, por que não inicia?

Famoso no Mandriva é o seu Centro de Controle. Fui então todo animado conhecê-lo, ele de aparência e organização parece ser o máximo, ainda mais sendo um linux, já que a maioria das distros não costuma se preocupar com certos detalhes...Mas você vai mexer e começam os problemas, opções que não funcionam, links que não existem... pronto, minha ultima esperança por água a baixo... :(

Como conclusão, desisti de instalar o Mandriva no HD. Imagino que estes erros que eu enfrentei sejam por ser uma versão livecd, aliás torço por isso. Mas senão for... corram para o Ubuntu, que é muito mais jogo! Comparada com lives como Kurumin, ou o Ubuntu, o Mandriva 2007 parece engatinhar...

[]s

2 comentários:

Tiago disse...

Olha, cara, eu não concordo com a maior parte das coisas que você falou. Eu comecei há uns cinco anos no linux com o Kurumin, fui pro Mandriva 2007.0 (um antes do que você falou) e depois tentei muito partir pro Ubuntu, mas tive muitas dificuldades com intalação de drivers wireless e da placa de vídeo, então acabei voltando pro Mandriva e agora estou com o 2008.0.
Em primeiro lugar, você deveria se certificar que está usando uma mídia perfeita, pra isso serve o Md5. Eu mesmo nunca tive nenhum dos problemas que você está citando, então apostaria nessa possibilidade. E depois, você pesquisou mesmo para ver quais os defeitos? O MandrivaBrasil.com.br é um fórum com membros muito aptos e dispostos a ajudar, acho que valeria a pena, se você é usuário Linux, creio que é assim que as coisas funcionam mesmo. Dependendo da instalação que você fez, algumas opções do MCC podem simplesmente não estar instaladas, valeria a pena instalar pelo próprio MCC.
Para terminar, só acredito que você não precisa ser tão taxativo. Eu apanhei horrores do Ubuntu e cheguei até a perder dados por um reparticionamento mal feito. Mas instalei o mesmo Ubuntu da mesma mídia para alguns amigos e o SO rodou maravilhosamente bem, gerando usuário muitíssimo satisfeitos. Eu não vou sair por aí criticando o Ubuntu por causa da minha experiência. Não deu certo, paciência. Voltei para o Mandriva que rodava perfeitinho no meu computador e posso me considerar um usuário perfeitamente satisfeito. Comparado com o Mandriva, Ubuntu e Kurumin, pra mim, são umas lambretas feias e pouco funcionais.

Locke disse...

Ótimo comentário amigo, bem sensato por sinal. Eu tenho por padrão, nos meus testes, mostrar toda a sensação que me passa, alegria com as vitórias e descontentamento com as tristezas.

Como eu citei no post, que lá se vão seis meses, rs Eu não me dei bem com essa versão, porém, já estava esperando pela próxima. Atualmente o Mandriva 2008.0 é minha distro padrão, isso já desde que essa versão foi lançada.

Realmente é a distro mais fácil de ser usada, mais fácil ainda que o próprio Ubuntu. O que ocorreu foi uma incompatibilidade especifica do Mandriva 2007.1 com minha placa mãe, incompatibilidade que estou encontrando atualmetne em todos as distros baseadas no Ubuntu 7.10.

E é aquela história, cada um encontra uma distro que se identifica mais que acha mais fácil. O artigo não foi uma tentativa de desencorajar as pessoas a usarem o mandriva, apenas mostrar como foi minha experiência com ele...

De qualquer forma, obrigado pelas críticas, com certeza me fizeram evoluir para os artigos que escrevi posteriormente.

Abraço

Postagens populares